Astenia Outonal e Menopausa

Dicas para Superar a Astenia Outonal e Não Desistir no Processo

Muitas vezes, a mudança de estação é sinónimo de “astenia”, especialmente no outono e na primavera. Hoje, vamos falar sobre a astenia outonal.
E sim, é normal que afete um pouco mais as mulheres que estão na fase da menopausa.
O ovário reduz a secreção de hormonas à medida que diminui a produção de óvulos, dando lugar ao cansaço, apatia e mau humor associados à astenia, tornando-os sintomas ainda mais “incómodos” durante a menopausa.

Qual é a relação entre a menopausa e a astenia outonal?

A menopausa implica uma mudança significativa no organismo. Há uma diminuição na produção de estrogénio e progesterona, aumentando assim o risco de mau humor, irritabilidade, insónias… sintomas associados à astenia outonal.
Esse desequilíbrio hormonal, somado ao facto de haver menos horas de luz, é prejudicial ao estado de espírito. Mas não se preocupe, seja na fase da menopausa ou não, a astenia tende a desaparecer à medida que o corpo se adapta e se reajusta.

O que é a menopausa?

A menopausa é a fase da vida da mulher caracterizada pelo fim da menstruação. Ela ocorre quando a mulher começa a ter ausências na menstruação, resultando na redução da produção de hormonas, estrogénio e progesterona, até que a menstruação desaparece para sempre. Geralmente, ocorre entre os 45 e 55 anos de idade, embora algumas mulheres possam entrar nessa fase antes dos 45 anos; a isso chamamos de menopausa precoce.

Sintomas da menopausa

Durante a menopausa, é normal que apareçam alguns sintomas, sendo alguns mais incómodos do que outros. Os mais comuns incluem:

  • Secura vaginal
  • Afrontamentos
  • Calafrios
  • Suores noturnos
  • Insónias
  • Mudanças de humor
  • Alteração no peso e metabolismo lento

Porque é que o outono nos deprime?

Como mencionado anteriormente, a mudança de temperatura, menos horas de sol e dias cada vez mais cinzentos causam um desequilíbrio interno.
Um exemplo é a melatonina, uma hormona que influencia o sono, a energia, a regulação do apetite e até a temperatura corporal.
“No outono, sente-se mais sonolenta? É normal. Com menos horas de luz, o seu corpo produz menos melatonina. Mas e o mau humor? Com o aumento da melatonina, há muito menos serotonina – conhecida como a hormona do humor – e, por esse motivo, sentimo-nos mais tristes.”
Em resumo, a astenia outonal inclui sintomas como fadiga, fraqueza, sonolência, mau humor, dificuldade de concentração, falta de apetite, diminuição da libido e apatia.

Dicas para Superar a Astenia Outonal e Não Desistir no Processo

Como dizemos sempre, manter uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis é fundamental para superar a astenia outonal. Tal como o descanso.
Deixar de lado vícios prejudiciais como álcool e tabaco, praticar exercícios regularmente e, acima de tudo, cuidar de si mesma.

Suplementos Alimentares

Os suplementos alimentares também podem ajudar a superar a astenia outonal se estiver na fase da menopausa. CimiNocta é nosso suplemento alimentar específico para a menopausa e alguns dos sintomas mais incómodos associados:

  • Extrato de Cimicífuga racemosa para aliviar sintomas como afrontamentos, suores noturnos, inquietação ou irritabilidade.
  • Melatonina, para ajudar a reduzir o tempo necessário para conciliar o sono.


Esperamos que estas dicas a ajudem a lidar com a astenia outonal, especialmente se estiver na menopausa. E, lembre-se, conte connosco! Se tiver dúvidas sobre o assunto ou quiser compartilhar a sua história connosco, não hesite! Escreva-nos através de nossas redes sociais: Facebook e Instagram. Estamos ansiosos para a ouvir!

Fontes consultadas:
Instituto de la Menopausia (Espanha), OASH, Escritório para a Saúde da Mulher (EUA), Quirón Salud.