Candidíase. O que faço?

Estamos certas de que já passou por isto ou conhece alguém que já sofreu de candidíase vaginal. De acordo com especialistas, a maioria das mulheres sofre de candidíase pelo menos uma vez ao longo da vida
Os sintomas da candidíase são muito desconfortáveis, mas felizmente são “fáceis” de gerir. Hoje, vamos contar-lhe tudo sobre a candidíase vaginal. Continue a ler!

O que é e como sei que tenho candidíase vaginal?

É uma infeção íntima muito desconfortável causada por um fungo chamado Candida albicans. Esta infeção afeta a vulva e a mucosa da zona vaginal.

Os sintomas desta infeção são:

  • Ardor, irritação
  • Comichão
  • Secreção espessa e de cor branca

Sabia que este fungo também pode causar infeções em outras partes do corpo, como a mucosa da boca ou as pregas da pele?

Embora não seja muito frequente, pode surgir quando temos uma diminuição das defesas devido a alguma doença ou tratamento.

Tenho candidíase, o que faço?

A candidíase é provocada por um desequilíbrio na flora vaginal e um aumento na concentração do fungo Candida albicans. Conhecem-se diferentes fatores que podem favorecer o seu aparecimento:

Como evitar a candidíase vaginal?

A candidíase é provocada por um desequilíbrio na flora vaginal e um aumento na concentração do fungo Candida albicans. Conhecem-se diferentes fatores que podem favorecer o seu aparecimento:

  • Antibióticos: a ingestão de antibióticos favorece o aparecimento do fungo, desequilibrando a flora vaginal.
  • Alterações hormonais: uma alteração hormonal, como a que ocorre durante a gravidez ou em diferentes fases do ciclo menstrual, pode causar um desequilíbrio na flora vaginal.
  • Humidade: tal como na cistite, a candidíase pode surgir se permanecermos com roupa de banho ou roupa íntima húmida por muito tempo. Mude de roupa o mais rápido possível e seca bem a zona íntima antes de te vestires.
  • Roupa: a roupa justa não te ajuda, assim como os materiais sintéticos. Evite roupa apertada e tecidos que não deixem transpirar.
  • Utilização de sabonetes não específicos: a utilização de sabonetes corporais ou perfumados e agressivos pode alterar a nossa zona íntima saudável. Use sempre sabonetes específicos.

E, como sempre, se tiver alguma dúvida sobre o tema ou quiser partilhar a sua história connosco, não hesite! Escreva-nos através das nossas redes sociais: Facebook e Instagram. Estamos à sua espera!