Exercite o Pavimento Pélvico com Gynea – KEGEL

Muitas de nós aproveitámos o confinamento para praticar exercício em casa, aprender yoga, pilates, rotinas de exercícios para tonificar, etc. O que é ótimo, mas nós queremos que, além de se colocar em forma, fortaleça também o seu pavimento pélvico.

Antes de começarmos a exercitar o pavimento pélvico, vamos defini-lo.

Algumas de vocês já devem estar familiarizadas com o termo, mas mesmo assim, vamos relembrar:

“O pavimento pélvico é o conjunto de músculos que se encontra na parte inferior do abdómen e que sustenta o aparelho digestivo, urinário e reprodutor.”

O seu pavimento pélvico merece esta referência.

Fortalecer o pavimento pélvico é mais importante do que imagina.

Fortalecer o pavimento pélvico é mais importante do que imagina. Exercitar esta zona é crucial para a sua saúde. Se não o fortalecermos e deixarmos que o tempo passe, enfraquecerá significativamente.
Isso pode levar a problemas como incontinência urinária, prolapso e dor lombar, entre outras desconfortos. Não soa nada bem, certo?
Pelo contrário, um pavimento pélvico exercitado e fortalecido, além de evitar esses desconfortos, proporcionará uma vida íntima mais intensa e uma lubrificação muito melhor.

Chegou a hora, vamos aos exercícios!

Os principais exercícios para o pavimento pélvico são os exercícios KEGEL.

Os exercícios KEGEL são fáceis de praticar e muito bem-sucedidos. São rotinas em que contraímos e relaxamos os músculos da área, ajudando a ter um maior controlo sobre eles e evitando os desconfortos mencionados no ponto anterior.

O primeiro exercício que propomos é tão simples como reproduzir o movimento que fazemos ao urinar.

Consiste em contrair, manter e relaxar o pavimento pélvico. Assim tão simples.

Atenção! Não mova os glúteos, nem as coxas, nem o estômago. Repita o exercício 10 vezes todos os dias.

O segundo exercício KEGEL que te propomos é tão simples quanto o anterior.

Consiste em contrair os músculos (como fazíamos antes) mas de forma progressiva, ou seja, muuuito lentamente.
Atenção! Lembre-se de que não pode mover os glúteos, nem as coxas, nem o estômago. Repita entre 5 a 10 vezes todos os dias.

O terceiro exercício é um pouco mais avançado que os dois anteriores, mas temos a certeza de que consegue realizá-lo sem qualquer problema.

Deve sentar-se numa cadeira mantendo as costas retas e as pernas ligeiramente abertas. Inspire calmamente enquanto contrai os orifícios perineais e expire enquanto os liberta com a sensação de que os “eleva”, MAS sem se mover.


Atenção! Neste exercício também não pode mover os glúteos, nem as coxas, nem o estômago. Repita 5 vezes, fazendo pausas entre cada exercício.

Com estes três exercícios, já tem mais do que suficiente para alcançar um pavimento pélvico saudável e forte. Realize-os durante algumas semanas e em dois meses começará a notar os resultados. Vai ver!!

Se tiver alguma dúvida sobre como exercitar o pavimento pélvico, não hesite em contactar-nos através das nossas redes sociais (Facebook, Instagram). No nosso blog, encontrará muita informação sobre saúde íntima. Estamos à sua espera!