Lúpus durante a gravidez: Como se pode preparar para uma maternidade tranquila

O Lúpus Eritematoso Sistémico (LES) é uma doença autoimune complexa que afeta vários órgãos e sistemas do corpo. Para as mulheres que vivem com lúpus, a saúde reprodutiva pode apresentar desafios significativos.
Neste artigo, iremos explorar como o lúpus pode influenciar a maternidade e como as mulheres com esta doença podem tomar medidas para garantir uma experiência reprodutiva saudável.

O impacto do lúpus na saúde reprodutiva

  1. Fertilidade: Em termos gerais, o lúpus geralmente não afeta diretamente a fertilidade. No entanto, é importante ter em mente que alguns medicamentos usados para tratar o lúpus, como imunossupressores, podem ter efeitos secundários na fertilidade.
    Antes de embarcar no planeamento familiar, é crucial consultar o reumatologista para avaliar o impacto dos medicamentos na capacidade de conceção.
  2. Gravidez: A gravidez em mulheres com lúpus pode envolver certos riscos e complicações adicionais. Há um maior risco de pré-eclâmpsia, parto prematuro e baixo peso no nascimento. No entanto, uma gestão cuidadosa do lúpus durante a gravidez, em colaboração com uma equipa médica experiente, pode minimizar esses riscos e melhorar os resultados.

Dicas para a maternidade com lúpus


O planeamento é fundamental antes de iniciar a etapa da gravidez. Mulheres com lúpus devem trabalhar em estreita colaboração com os seus médicos para ajustar o tratamento, garantindo que estejam nas melhores condições possíveis antes de conceber.
A monitorização médica contínua é essencial durante a gravidez. Visitas regulares tanto ao reumatologista como ao obstetra são fundamentais para lidar com qualquer problema de saúde que possa surgir e ajustar o tratamento conforme necessário.
Alguns medicamentos usados para tratar o lúpus podem não ser seguros durante a gravidez. É crucial discutir detalhadamente os medicamentos com a equipa médica para encontrar opções que sejam seguras e eficazes.
Procurar atendimento pré-natal especializado em lúpus é fundamental. Obstetras com experiência em lúpus podem oferecer uma abordagem personalizada para gerir a gravidez e minimizar os riscos.


Desafios emocionais e apoio


O stress pode desencadear crises de lúpus. Mulheres grávidas com lúpus devem priorizar a gestão do stress, como técnicas de relaxamento, terapia e apoio da família. Além disso, ter uma rede de apoio sólida é fundamental. Partilhar experiências com outras mulheres que tenham passado por gravidezes com lúpus pode ser inestimável e proporcionar um apoio emocional essencial.
Embora o lúpus possa apresentar desafios adicionais durante a gravidez, muitas mulheres com esta doença têm gravidezes bem-sucedidas e saudáveis. A maternidade com lúpus pode ser uma experiência gratificante com a abordagem certa e a atenção médica especializada. Permita-se desfrutar deste capítulo especial da sua vida!

Quer continuar a falar sobre este tema? Em Gynea, mulher sem filtros, tem um espaço onde pode falar sobre qualquer outro assunto relacionado com a saúde da mulher. Siga-nos também no Facebook e Instagram.

Algumas das fontes consultadas:
Artigo “Gravidez e lúpus” da Oficina para a Saúde da Mulher.
Artigo “Lúpus eritematoso sistémico e gravidez” de Sant Joan de Déu.