A menopausa prematura e a menopausa precoce

Apesar da idade comum em que uma mulher entra na menopausa ser por volta dos 50-51 anos, existe um grupo reduzido de mulheres que o faz antes dos 45. A essa fase também se dá o nome de menopausa, mas para ser mais específico, distingue-se entre duas idades:

  • A menopausa antes dos 45, também conhecida como menopausa precoce.
  • A menopausa antes dos 40, também conhecida como menopausa prematura.
    A menopausa não deixa de ser uma fase completamente natural em que, após 12 meses consecutivos sem menstruação devido à diminuição das hormonas sexuais femininas, a idade fértil da mulher chega ao fim.
    Geralmente, o corpo começa a mostrar os sinais da menopausa alguns meses antes, quando a ovulação e o ciclo menstrual se tornam irregulares devido à diminuição dos níveis de estrogénio e progesterona. A essa fase dá-se o nome de perimenopausa.

O que acontece quando a menopausa ocorre antes da idade comum?

Na prática, não há uma grande diferença entre menopausa, menopausa precoce e prematura. Apesar de 90% das vezes a origem ser desconhecida, algumas causas podem desencadeá-la:

  • Doenças autoimunes como diabetes, hipotireoidismo ou doença de Addison.
  • Algumas infeções como malária, varicela ou HIV.
  • Causas de origem genética, por exemplo, se há mais casos de menopausa precoce ou prematura na família.
  • Tratamentos médicos como quimioterapia e radioterapia ou algumas cirurgias como a remoção do útero dos ovários.
  • Outros fatores como sedentarismo excessivo, excesso de peso e substâncias tóxicas como o tabaco.

Quais são os sintomas da menopausa precoce e prematura?

Exatamente os mesmos: ondas de calor, secura vaginal, alterações de humor, suores noturnos, diminuição da libido, insónias, etc.
No entanto, ao surgir numa fase tão precoce, o corpo começa a ressentir-se mais cedo pela falta da hormona feminina, tornando-se mais vulnerável a doenças que costumam aparecer numa idade avançada.
Sem esquecer, obviamente, o desafio psicológico e emocional que é entrar na menopausa antes do esperado.

Que tratamento há para a menopausa precoce e prematura? 

Embora não exista um tratamento como tal para a menopausa, além de aliviar os seus sintomas, em alguns casos pode ser recomendada a terapia de reposição hormonal através do uso de medicamentos à base de estrogénio ou suplementos alimentares à base de extratos naturais, como aqueles contendo Cimicífuga racemosa e outros ativos que ajudam a aliviar os sintomas.
Mas cada caso deve ser diagnosticado e tratado de forma individual; cada mulher é única.
Na Gynea, tem o CimiNocta, à base de Cimicífuga racemosa, Melatonina e Vitamina B6, que a ajudará a aliviar sintomas como ondas de calor e a conciliar o sono.
Mas o que certamente funcionará é manter um estilo de vida saudável, praticar exercício regularmente, ter uma dieta equilibrada (alimentos integrais, sementes e produtos de soja ajudam na regulação hormonal).

Já está na menopausa?

Seja prematura, precoce ou não, entrar nesta nova fase da vida é uma mudança importante para cada mulher. E isso pode afetar emocionalmente, o que é totalmente compreensível, por isso é que é tão importante o acompanhamento, seja aconselhamento psicológico ou grupos de apoio.

Na Gynea, mulher sem filtros, tem um espaço para falar, consultar e esclarecer todas as suas dúvidas e perguntas sobre este e qualquer outro tema relacionado com a saúde da mulher. Esperamos por si também nas nossas contas de Facebook e Instagram.

Algumas das fontes consultadas:

Instituto de la Menopausia (Espanha), OASH, Escritório para a Saúde da Mulher (EUA), Quirón Salud.