Secura Vulvar

A secura vulvar é um sintoma associado a alguns problemas ginecológicos que não ocorre apenas durante a menopausa, pois pode aparecer em qualquer idade. Existem muitos fatores ou situações da nossa vida quotidiana que podem reduzir a hidratação vulvar, como o stress ou a utilização de certos medicamentos.

O que é a secura vulvar?

A vagina é um tecido mucoso, revestido por um epitélio que a protege. Em condições normais, a mucosa vulvar produz um fluido, chamado corrimento vulvar, que tem uma função hidratante e de barreira contra infeções.

Dependendo da fase do ciclo menstrual em que se encontra a mulher, o seu corrimento vulvar varia em composição, consistência e volume. Por exemplo, durante os dias de ovulação, é segregado mais corrimento do que antes e depois da menstruação. A sua consistência nos dias mais férteis do ciclo geralmente lembra a clara de ovo, de cor clara e um pouco densa. Essas mudanças na produção de corrimento vulvar são devidas à variação nos níveis hormonais, principalmente de estrogénio, em cada etapa do ciclo menstrual.

Da mesma forma, durante a gravidez, o pós-parto, a amamentação ou a menopausa, os níveis de estrogénio são muito baixos e, portanto, a produção de corrimento vulvar é reduzida, o que em algumas mulheres é acentuado e pode levar a experimentar alguma secura vulvar.

Tomar certos medicamentos como contracetivos ou outros medicamentos hormonais que também mantêm os níveis de estrogénio baixos, anti-histamínicos, o stress ou certas infeções podem alterar o corrimento vulvar normal e causar secura vulvar.

O que fazer se tiver secura vulvar?

A secura vulvar pode causar desconforto, irritação, comichão e dor, especialmente durante as relações sexuais. É importante que um ginecologista faça uma avaliação profissional desses sintomas e avalie a causa (atrofia vulvar, doença, efeito de medicamento…) para ajudar.

Existem muitas opções para a secura vulvar . Os lubrificantes apenas aumentam a hidratação no momento da aplicação. Estes são especialmente indicados para uso durante as relações sexuais para evitar irritações minimizando o atrito.

Os cremes ou géis hidratantes, por outro lado, têm um efeito mais a longo prazo, pois melhoram a hidratação da mucosa vulvar e regulam o seu pH para evitar irritações e infeções.

Por fim, em situações mais graves, pode-se complementar o uso de hidratantes com um tratamento hormonal local ou sistémico que reverta os efeitos da falta de estrogénios na mucosa vulvar.

Na Gynea, temos o Melagyn® Hidratante Vulvar, um gel hidratante íntimo externo para melhorar o conforto vulvar de forma imediata.

Melagyn® Hidratante Vaginal

Bons hábitos também ajudam a reduzir a secura vulvar, por exemplo:

  • Garantir uma higiene íntima adequada para evitar ou reduzir a secura vulvar
  • Evitar o uso de sabonetes agressivos, desodorizantes ou perfumes na zona vulvar que alterem o pH natural da mucosa. Um produto adequado, como o Melagyn® Gel, proporciona um efeito calmante perante irritações e comichão que surgem com a secura
  • Manter-se hidratada, bebendo muita água ao longo do dia, é essencial. Neste caso, a mucosa vulvar hidratada produzirá uma quantidade de corrimento vulvar adequada para manter a vagina limpa e protegida de infeções, bem como permitir desfrutar de relações sexuais satisfatórias e saudáveis
  • Manter uma vida sexual ativa também é muito recomendado para evitar a secura vulvar. Ter relações sexuais com uma frequência saudável melhora a vitalidade da mucosa vulvar, aumentando a circulação sanguínea e, portanto, a hidratação vulvar.