Tenho Endometriose, o que faço?

Há muitas doenças, desconfortos ou simplesmente fases “tabu” em torno da saúde da mulher. Atualmente, tentamos dar a visibilidade que esses temas merecem.

Hoje falamos sobre a Endometriose e respondemos a algumas das perguntas que surgem frequentemente.

O que é a Endometriose?

A endometriose é uma doença crónica e sistémica, mais comum do que pensamos, entre as mulheres em idade reprodutiva. Para entender a endometriose, é preciso começar pelo endométrio: um tecido que cresce dentro do útero a cada mês, o que chamamos de “menstruação”. No entanto, quando o endométrio cresce fora do útero, resulta na endometriose. Em vez de crescer dentro do útero, cresce nas trompas de Falópio, ovários ou bexiga, provocando uma série de sintomas muito incómodos, que detalhamos abaixo.

Sintomas da Endometriose

Os sintomas são bastante desconfortáveis e acabam por afetar a rotina diária. Alguns deles são:

  • Dor intensa
  • Perda de sangue abundante durante o período
  • Pequenas perdas entre os períodos
  • Problemas digestivos
  • Dor lombar e cãibras durante o período
  • Dificuldade em conceber

Como se diagnostica a Endometriose?

Não é possível diagnosticar apenas pelos sintomas, pelo que é necessário um exame mais aprofundado com o seu ginecologista de confiança. Geralmente, é detetada através de um exame pélvico, ecografia ou laparoscopia. Se suspeitar que tem endometriose, consulte o seu ginecologista. Siga sempre as orientações dos profissionais!

Como se trata a Endometriose?

Não existe uma cura para esta condição, mas há métodos para ajudar a lidar com esta patologia e reduzir os sintomas. Alguns deles incluem:

Dieta saudável: Tente seguir uma dieta saudável e evite alimentos, bebidas e substâncias nocivas.

Exercício e relaxamento: Evite o sedentarismo! Mexa-se! O yoga pode ser uma ótima opção, uma combinação de relaxamento e exercício físico, ideal para reduzir os sintomas da endometriose.

Posso engravidar com Endometriose?

Esta é talvez a pergunta que mais nos fazem sobre esta doença… A resposta é: SIM, pode engravidar naturalmente. Ter endometriose não é sinónimo de infertilidade, apesar do que muitos possam pensar. O mais importante é sempre contar com a sua ginecologista para orientá-la neste processo e seguir as suas recomendações.

É mais comum do que pensa

Muitas mulheres sofrem de endometriose. Estamos certas de que no seu círculo de conhecidas poderá encontrar mais de uma. E isso não é algo mau! Nas redes sociais, observa-se um movimento crescente para dar destaque a esta condição, com a participação de influencers como @arethalagalleta e @mujeressabias.matronas, entre outras.

Concluindo, não tenha medo! É mais comum e normal do que pensa. E, como sempre, se tiver alguma dúvida sobre o assunto ou quiser partilhar a sua história connosco, seja sobre o seu ciclo menstrual ou outros temas, não hesite! Escreva-nos através das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Estamos à sua espera!